11/06/2009

LITURGIA - Missa parte a parte

"Todos vamos a Santa Missa diariamente, porém nas maiorias das vezes não sabemos a importância daquilo que estamos assistindo e acompanhando ou fingimos não saber, prova disso é quando durante a Celebração paramos de prestar a atenção naquilo que está sendo dito para conversar com a pessoa que está ao lado para tratar de assuntos que nem sempre tem importância, ou seja, relacionado com aquilo que está sendo pregado na Missa.
Agora veremos o motivo de irmos a Missa semanalmente, a sua importância, o significado de cada parte e o porquê acontece determinadas coisas durante a mesma. "

A Missa é dividida em duas partes:
LITURGIA DA PALAVRA; / LITURGIA EUCARÍSTICA

Começaremos a ver a primeira parte que é a Liturgia da Palavra e em seguida a Liturgia Eucarística que é respectivamente a segunda parte da missa.

LITURGIA DA PALAVRA: A Liturgia da palavra é a primeira parte da Missa que abrange os seguintes momentos:
1-Canto de Entrada: O canto de entrada é o momento em que a comunidade em pé recebe o celebrante da Missa com um canto apropriado. A entrada do padre na missa é sempre em procissão no qual ele pode entrar pela porta da frente ou direto da Sacristia para o Altar. Essa Procissão de Entrada lembra a Procissão de Jesus na cidade da Galiléia que é conhecido por nós cristãos como “Domingo de Ramos” no qual Jesus percorre todo esse caminho sendo aclamado e exaltado pelo povo de Deus.
2- Saudação: Como o próprio nome já diz, é o momento em que o padre saúda a comunidade e invoca a Santíssima Trindade para que Ela esteja presente durante toda a Celebração. Lembramos que nesse momento o padre INVOCA a Santíssima Trindade e não abençoa o povo como muitos pensam.
3- Ato Penitencial: Esse como todos os momentos da Missa é muito importante, pois é um momento de preparação para recebermos a Santa Eucaristia. O Ato Penitencial é a oportunidade que nós temos de nos arrepender de nossos pecados e pedir perdão para Deus. Todo aquele que desperdiça essa oportunidade, comunga a sua própria condenação, pois o momento que teve para redimir seus pecados e se arrepender,conversou ou desviou sua atenção para outra coisa que aconteceu durante esse momento Santo.
4-Hino de Louvor: O Hino de Louvor é o momento em que nós louvamos a Deus pelas suas grandiosidades praticadas em nosso dia a dia.Lembramos que o Hino de Louvor omite-se no tempo da Quaresma e do Advento, pois na Quaresma nós recordamos o tempo em que Cristo Passou no Monte das Oliveiras jejuando e sofrendo tentações freqüentemente do inimigo, e nós cristãos não podemos dar Glória pois assim estaríamos dando glória e bendizendo os momentos difíceis passado por Jesus.Já no Advento, o Hino de Louvor omite-se porque esse tempo é um tempo de preparação para recebermos Jesus que até então não nasceu, portanto, se Cristo ainda não veio, não precisamos dar glórias.
5- Oração: Nessa oração, o celebrante pede para que Deus abra a nossa mente para que as Leituras que serão proclamadas a seguir sirvam como fermento para nossa fé e que a comunidade não só ouça as mesmas e sim proclame e espalhe para todos.
6-Primeira Leitura: Na Primeira leitura, sempre as passagens lidas, são em sua grande maioria extraídas do Antigo Testamento e sempre tem uma certa ligação com as próximas Leituras. Nela é proclamada profecias ou histórias marcantes que aconteciam com o povo de Deus nos tempos antigos ou então traz orientações de profetas para o povo de Deus.
7-Salmo Responsorial: Como o próprio nome já diz: “respo”, esse momento da Missa é um momento de resposta daquilo que foi lido na 1º Leitura, geralmente nesse momento nós cantamos ou proclamamos algum Salmo da Bíblia, daí que se tem o nome Salmo Responsorial (Salmo de Resposta)
8-Segunda Leitura: Na segunda Leitura, ao contrário da Primeira, o seu conteúdo sempre é tirado do Novo Testamento e na maioria das vezes são cartas que os apóstolos de Cristo escreveram para as comunidades daquela época, orientando como deve ser o comportamento do povo cristão.
9-Aclamação ao Evangelho: É o momento em que nós aclamamos o Evangelho que será pregado em instantes.
10-Evangelho: É o momento em que é pregada alguma passagem de Jesus aqui na terra e é bom lembrarmos que sempre devemos estar atentos ouvindo a Palavra nunca desviando a nossa atenção e também enquanto ela estiver sendo pregada, devemos estar virados para o local onde se encontra o leitor do Evangelho.
11- Profissão de Fé: É o momento que nós professamos a nossa Fé confirmando tudo aquilo que nós acreditamos e fazemos como cristãos, portanto aquele que proclama de boca pra fora a oração do Credo, além de pecar contra si mesmo, também peca contra Deus, pois tudo que é dito é a prova verdadeira do nosso amor para com Deus. A oração do Creio é a oração da Igreja Católica Apostólica Romana.
12- Oração da Comunidade: É o momento em que a comunidade tem a oportunidade de colocar suas intenções para serem levadas até Deus. Nesse momento, todos podem pedir alguma graça e colocar a sua intenção para ser levada a Deus.
13- Ofertório: É o momento em que são oferecidos o pão e o vinho que serão tornados em Corpo e Sangue de Cristo. Também são oferecidas as intenções da Missa e nós podemos também oferecer a nossa semana e coloca-la nas mãos de Deus para que nada de mal aconteça e que nós nos tornemos oferendas vivas de Cristo Jesus.
14- Orai, Irmãos e Irmãs: É o momento em que o padre juntamente com a comunidade pede para que aquilo que foi oferecido no ofertório seja aceito por Deus e assim se possa tornar realidade tudo o que foi pedido e oferecido.
15- Oração sobre as Oferendas: É a oração que o padre faz para que os dons oferecidos em honra do Pai sejam úteis para o dia da ressurreição dos mortos.

LITURGIA EUCARÍSTICA: É o momento em que nos preparamos para receber o Cristo Eucarístico:
16- Oração Eucarística: É a parte mais importante da Missa pois é o momento em que acontece a Consagração do Cristo Eucarístico e também o padre juntamente com a comunidade pede pela salvação dos mortos e de todos que vivem no Amor de Deus aqui na terra.
17- Rito da Comunhão: É o momento em que nos preparamos para receber o Cristo Eucarístico e mostramos que realmente somos todos irmãos em Cristo nos saudando com a paz de Cristo e também rezando a oração do Pai Nosso.
18- Canto da Comunhão: Esse canto infelizmente foi adotado devido à conversa da comunidade durante a Comunhão que antigamente e até nos dias de hoje, após comungar em vez de ficarem quietos vivendo o momento em Cristo, ficam conversando atrapalhando aqueles que ainda não comungaram ou vão comungar. Durante esse canto todos que têm a 1ª Eucaristia comungam e depois refletem sobre sua vida.
19- Oração depois da Comunhão: É o momento em que o padre pede para que nós nos tornemos Sacrários vivos e também para que vivamos o Amor de Deus não só na Igreja, mas sim em todos os lugares que passamos e que ao voltarmos para casa nada de mal aconteça conosco.
20- Canto Final: Esse canto nome sempre é adotado nas Igrejas, porém é um canto que serve para animar o povo de Deus ou que todos Reflitam sobre as coisas de Deus.
21- Benção: É o momento em que o padre abençoa o povo de Deus e pede para que nada de mal aconteça ao voltarmos para nossas casas e que nós estejamos sempre com o Espírito Santo de Deus se manifestando dentro de nós.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget