10/06/2009

São Pedro



Simão, natural de Betsaida, da Galiléia, às margens do lago de Genesaré, também conhecido como mar de Tiberíades, era filho de Jonas e pescador de profissão. Era sócio com seu irmão André e com Tiago e João, de uma pequena frota de barcos pesqueiros. Durante um período de baixa estação de pesca André, seu irmão, encontrou Jesus e comentou com seu irmão sobre o “messias”. Simão quis conhecer Jesus e foi observado por ele. Nele via um homem autoritário, impulsivo, entusiasmado, franco, bondoso e extremamente generoso. Jesus, elegeu-o um de seus escolhidos: "a partir de hoje você vai se chamar Pedro". A partir desse dia, Simão não seria mais pescador de peixes, mas sim de novos homens. Pedro renegou a Jesus por três vezes. Mas também várias vezes professou sua fé. "aonde iremos, senhor, se só tu tens palavras de vida eterna?" "tu é o cristo, o filho do deus vivo". "senhor, tu sabes que te amo". Pedro era o principal apóstolo. Esteve presente nas bodas de Canaã. Foi ele que, em companhia de João foi encarregado de preparar o cenáculo, para a celebração da páscoa.

Quando Jesus foi preso, apenas Pedro e João, o seguiram. Reconhecido, porém, como um dos discípulos, negou que conhecesse Jesus. Chorou muito e se arrependeu, por mais esta negação. Poucos dias antes de sua ascensão, Jesus lhe perguntou: "Pedro, tu me amas?". E após o sim de Pedro, com estas palavras "apascenta meus cordeiros", Jesus o confirmou como líder da igreja e lhe entregou todo o rebanho. No ano de 64 Pedro estava preso condenado a morrer crucificado. Conseguiu convencer seus carrascos a crucifica-lo de cabeça para baixo, porque não se achava digno de ser tratado como seu divino mestre. Dia 29 de junho, antigo dia da festa de Rômulo e Remo, considerados pais de Roma, foi escolhido como o dia para a festa de São Pedro e São Paulo.




Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget