16/03/2010

Campanha Fraternidade 2010


Com esta frase em destaque, o cartaz desta Campanha da Fraternidade representa o desafio de uma escolha quotidiana em nossa vida.
O fundo escuro evoca o penumbra de um templo onde , no recolhimento da oração, as mãos em atitude de súplica diante de uma vela feita não de cera, mas de dinheiro, revelam a drama do ser humano que precisa de bens materiais para satisfazer suas necessiadades, mas que pode tambem se tornar escravo da ganância. Aquelas mãos suplicantes dirigem uma prece Deus, ou ao Dinheiro como fosse Deus? É a luz de Deus que ilumina ou é o cintilar do ouro que atrai?
O dinheiro é necessário no mundo dominado pelo mercado, onde tudo se compra e se vende. Precisa-se de dinheiro para comprar alimentos, roupa, para cuidar da saúde, para pagar o colégio, para adquirir a moradia e custear o lazer.
O cintilar do ouro e das moedas, porém, se mistura facilmente com a ambição e o desamor. Você pode se tornar escravo dos bens materiais e depositar neles a sua segurança. Você pode viver acumulando dinheiro e propriedades como deles dependesse a sua vida. Você não pensa que seus bens podem ser superfluos e suas necessiadades podem ser imaginárias, induzidas pelo propaganda, pela moda, pelas promoções de fim semana. Você também acaba esquecendo que há crianças abandonadas , pobres morando nas ruas, pessoas famintas e doentes, e fica cuidando do seu dinheiro como fosse Deus, fechando os olhos sobre as necessidades do próximo
Este cartaz convida você a libertarda dependência dos bens materiais. A pôr a sua confiança em Deus. A fugir da ganância e do egoismo. A cultivar sentimentos de fraternidade. A contribuir com seu trabalho e os seus bens, para a construçao de um mundo mais justo e solidário.
ORAÇÃO:
Ó Deus criador, do qual tudo nos vem, nós te louvamos pela beleza e perfeição de tudo que existe como dádiva gratuita para a vida.
Nesta Campanha da Fraternidade Ecumênica, acolhemos a graça da unidade e da conivência fraterna, aprendendo a ser fiéis ao Evangelho. Ilumina, ó Deus, nossas mentes para compreender que a boa nova que vem de ti é amor, compromisso e partilha entre todos nós, teus filhos e filhas.
Reconhecemos nossos pecados de omissão diante das injustiças que causam exclusão social e miséria. Pedimos por todas as pessoas que trabalham na promoção do bem comum e na condução de uma economia a serviço da vida.
Guiados pelo teu Espírito, queremos viver o serviço e a comunhão, promovendo uma economia fraterna e solidária, para que a nossa sociedade acolha a vinda do teu reino.
Por Cristo, nosso Senhor. Amém.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget